Homem é vitima de tentativa de homicídio no Jequitibá

42
Francisco das Chagas Celestino-Foto:Eudes Góes

Por: Eudes F. Góes

Francisco das Chagas Celestino, de 39 anos, foi vitima de tentativa de homicídio com quatro tiros de arma de fogo na noite de terça feira (02),no Bairro Jequitibá, em Rio Branco, quando teve a residência invadida por dois criminosos. Os desconhecidos após praticarem o crime fugiram para local incerto e não sabido.

De acordo com informações, a família estava em casa reunida e trabalhando na  confecção de refrescos para vender nas ruas, quando dois  desconhecidos que estavam de motocicleta apareceram, e  de cima do veículo atiraram em direção a residência, mas o tiro não alvejou ninguém.

A esposa da vitima declarou que o alvo dos criminosos era o seu marido, o Francisco, que na ocasião ao perceber que a porta da sala estava aberta  correu para fechá-la, mas os dois homens desceram da motocicleta e se dirigiram até a casa e forcaram a porta até arromba-la.

Por sua vez,  Francisco, percebendo que não tinha mais jeito de como evitar a invasão, correu com os demais membros da família para um dos cômodos da casa, na tentativa de escapar , entretanto, neste momento, os desconhecidos que  já estavam dentro do imóvel, partiram em direção ao quarto e efetuaram um disparo na porta. Tendo a bala atravessado o obstáculo e  acertado o tórax da vitima.

Após este fato, Francisco cedeu, e os homens ficaram frente a frente com ele, e  foi nessa oportunidade que desesperados, os familiares clamaram para que os inimigos não o matasse.

Sem sensibiliza-los , os dois elementos efetuaram mais quatro disparos, mais três contra   Francisco que acertaram a  coxa direita, a esquerda de raspão e a perna.

Um último disparo acertou Elisandra Silva no pé, ela que é  sua irmã de criação, e também estava presente no quarto.

Logo após os criminosos deixarem a cena do crime, os familiares acionaram o SAMU, que enviou ao local uma ambulância com socorristas a bordo, para prestar os trabalhos de salvamento a Francisco e a sua irmã Elisandra.

Segunda os socorristas do SAMU, o estado de saúde de Francisco é estável e ele não corre risco de morte.

Policiais militares do 4º BPM foram acionados, mas mesmo fazendo rondas pela região, não conseguiram prender nenhum dos criminosos.

O caso será investigado pelo DHPP (Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa).

Deixe seu comentário