Mulher é perseguida por três homens  que a matam em frente da filha no Bairro Laélia Alcântara

46
Jovem foi perseguida antes da morte, e nos momentos finais foi morta em frete a filha menor de idade-Foto: Eudes Góes

Uma ação de supostos integrantes de facções criminosas fez outra vítima em Rio Branco nesta terça feira (12). Katrine Lopes da Silva, de 24 anos, morreu com um tiro no pescoço dentro do quintal da casa que morava com sua família na Rua Jerusalém, no Bairro Laélia Alcântara, uma região dividida entre as facções Bonde dos Treze (PCC) e Comando Vermelho.  Após efetuarem o disparo fatal, os três desconhecidos fugiram do local, sem deixar pistas.

De acordo com informações policiais, Katrine descia a Rua Jerusalém com destino a sua casa, quando percebeu que estava sendo seguida por três desconhecidos que, repentinamente, decidiram entrar pela parte de trás do terreno, e ali a executaram com um tiro no pescoço.

Policial protege o corpo da vitima enquanto o IML chega ao local do crime para perícia-Foto: Eudes Góes

Policiais militares que atuam na região foram acionados e isolaram a área para proteger o corpo e o local do assassinato enquanto chegavam os funcionários do Instituto Médico Legal – IML.

Agentes do DHPP (Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa) foram acionados para tomar as devidas informações sobre o acontecido e darem início às investigações sobre autoria e causa  do crime.

Populares informaram à reportagem de www.axeinoticias.ne  que no local funciona uma boca de fumo durante o período noturno, e também que a casa está em uma área de invasão.

Ainda segundo informações, no momento em que Katrine foi assassinada ela estava na companhia de uma filha menor de idade, que levou um susto e ao cair no chão machucou-se.

O caso foi registrado na Delegacia de Homicídio, que a partir de agora tomará as providências no sentido de elucidar o caso.

Deixe seu comentário